Pesquisa personalizada

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Bastardos Inglórios - Inglorious Basterds

Cruel, surpreendente, violento e engraçado. É assim que eu defino "Inglórios..." mais uma obra-prima de Quentin Tarantino.
Com uma trama complexa, atuações fora do comum e diálogos enlouquecedores o filme cresce a cada minuto pois a cada capítulo que se passa novos e incríveis personagens vão entrando na trama, o que transforma o filme em um belo e bizarro caldeirão pronto para explodir temperado com muita vingança, sangue, reviravoltas e desencontros.


















A melhor coisa que achei no filme foram os diálogos entre os personagens, com atenção especial para o Tenente Aldo Raine (Pitt) e o impecável Coronel Hans Landa (Christoph Waltz), esses comentários são melhores do que muita cena de ação que se vê em outros filmes pois possuem algo cerebral e oculto (caractersítica dos filmes de Tarantino) que nos levam a ficar tensos antes de cada palavra.
A trama conta a história fictícia de um grupo de judeus americanos que, sedentos por vingança, vão para uma França dominada pelos alemães. Nessa França eles tem uma simples missão: MATAR NAZISTAS e entrgar 100 escalpos de nazis cada para o Tenente Aldo. Essa particular tarefa é feita com muita bárbarie e violência pois, de acordo com os Bastardos, os nazistas não tem humanidade e devem ser destruídos. Tudo muito bem se não fosse a intervenção do Coronel Hans que começa a sua investigação para tentar por um fim nos já lendários Bastardos. A trama ainda abre mais um leque com a enebriante Shoshanna Dreyfus (Mélanie Laurent) que possui um cinema e pretende, também, dar um gran finale aos nossos "queridos" nazis.
Esse vai ficar para a histótia. Arrivederci ;)
video
Ainda no elenco:
Eli Roth, Michael Fassbender, Diane Kruger, Daniel Brühl, Til Schweiger, Gedeon Burkhard, Jacky Ido, B.J. Novak, Omar Doom, August Diehl, Denis Menochet, Mike Myers.

Veja Também:

Tarantino's Mind

Cães de Aluguel

1 comentários:

Ruben Braccini disse...

Esse filme é com certeza a maior personificação de ódio e "vendettismo" judeu, engasgados por mais de 60 anos... mesmo assim Tarantino, simples, genial e polêmico.

Postar um comentário